Logística - Contábil/Fiscal - Pessoas

Rua Padre Manoel da Nóbrega, 67, Costa e Silva
João Pessoa - PB
Contato: (83) 3191-5085 / 9.8832-8024 (VIVO)
E-mail: contato@logosconsultoria.net

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

A sua empresa está preparada para o eSocial?


 A obrigatoriedade da implantação será realizada em 2 etapas




Por Lygia Carvalho Campos*

*Diretora da Moore Stephens, especialista na área legal tributária.


Instituído pelo Decreto 8.373/2014, o eSocial (Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas) tem o objetivo de facilitar e desburocratizar a administração de informações relativas aos trabalhadores. Nele, os empregadores passarão a comunicar digitalmente aos órgãos competentes, de forma simplificada e unificada, as suas obrigações fiscais, previdenciárias e trabalhistas. A transmissão eletrônica desses dados unificará a execução de obrigações acessórias às empresas, como GFIP, CAGED, RAIS, DIRF, folha de pagamento, GPS etc. 

A implantação do eSocial não altera nem revoga nenhuma lei ou normatização específica dessas obrigações. Ela somente unifica e instrumentaliza o seu cumprimento. Da mesma forma, os órgãos competentes – Secretaria da Receita Federal do Brasil, Caixa Econômica Federal, Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) e Ministério do Trabalho e Emprego – continuam os mesmos e fiscalizando de forma conjunta. A obrigatoriedade da implantação será realizada em duas etapas: a partir de 1º de janeiro de 2018 para os empregadores e contribuintes com faturamento apurado, no ano de 2016, superior a R$ 78 milhões; e a partir de 1º de julho de 2018 para os demais, independentemente do valor da receita anual.

Mesmo com a proximidade do prazo de adesão ao sistema, um levantamento da Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas (Fenacon), que entrevistou 1,3 mil empresas, revelou que apenas 4,4% estão aptas a operar o novo sistema. Nem 42,9% começaram a implantação dessa plataforma em seus respectivos negócios. A complexidade para a implantação é mais evidente nas pequenas empresas, que normalmente atuam com estruturas menores. 

Contudo, é muito importante que as companhias se planejem, uma vez que o sistema é repleto de informações cadastrais dos trabalhadores, antes não exigidas da mesma forma pela SEFIP (Sistema Empresa de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social), por exemplo. A Previdência, assim como o Ministério do Trabalho poderão fiscalizar as empresas à distância, diante do volume e qualidade de informações transmitidas por meio do eSocial. O planejamento tardio poderá culminar em muitos erros de informações transmitidas à União. Por essa razão, as empresas precisam se organizar.

Fonte: http://www.amanha.com.br/posts/view/4704/a-sua-empresa-esta-preparada-para-o-esocial

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

eSocial desafia as empresas a terem dados ‘limpos e bem arrumados’



                           

A qualificação dos dados e há uma enorme massa de informações, a maior parte dos funcionários, é hoje o grande trabalho das corporações na adequação ao eSocial, observa a gerente sênior da TOTVS Consulting, Renata Seldin. Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, a especialista é taxativa: “Sem dados bem arrumados e limpos, as empresas terão grande dificuldade para usar o ambiente do eSocial”.
Os dados sobre o eSocial são bastante preocupantes. A maior parte das empresas, informa a FENACON (Federação Nacional de Contabilidade), não se preparou para o regime, que está previsto para entrar em vigor no dia 01 de janeiro de 2018. Das cerca de 14 mil empresas com receita acima de R$ 78 milhões – que são as primeiras a aderir ao sistema – menos de 1000 se preocuparam em realizar testes no ambiente disponibilizado pelo governo.
Para Renata Seldin, as empresas que estão contando com um novo adiamento por parte do governo estão fazendo uma aposta de alto risco. E quem não começou a trabalhar os dados está muito, muito atrasado. “Uma empresa de porte médio leva, em média quatro meses, para adequar os seus processos ao eSocial”. A especialista da TOTVS Consulting admite que a maior parte das corporações enxerga o eSocial como um custo, mas é um momento relevante para colocar a ‘casa em ordem’. Assistam a entrevista com Renata Seldin, da TOTVS Consulting.
Fonte:https://www.jornalcontabil.com.br/esocial-desafia-as-empresas-terem-dados-limpos-e-bem-arrumados/


Página Principal

ALGUNS SERVIÇOS OFERECIDOS POR NÓS

Escrita Fiscal e Contábil
Departamento Pessoal
Declarações Tributárias de Pessoas Física e Jurídica
Abertura, baixa ou alteração de Empresas
Assessoria Contábil e Empresarial
Atendimento à Micro Empreendedor Individual

Mural de Recados